O Natal chegou e, com ele, todas as tradições que nos acompanham desde crianças: presentes embaixo da árvore decorada, guirlandas na porta da casa e ceia do dia 24 com direito a tender e peru. Mas, no resto do mundo, os costumes desta época podem ser bem diferentes.

Uma das coisas mais legais de passar o final do ano na Europa, por exemplo, é visitar seus mercados de Natal. São um tipo de feira, geralmente montadas nas praças centrais das cidades, com decorações natalinas incríveis, corais, muita comida e bebida boa e, é claro, presentes. Eles estão nas grandes capitais e nas pequenas cidades do Velho Continente, e entre os mais famosos estão os de Viena, Praga, Florença e Frankfurt.

Já nos Estados Unidos, uma tradição divertida se dá na manhã do dia 25 de dezembro. Os pais escondem um enfeite em forma de picles na árvore de Natal e a criança que encontrá-lo ganha um presente a mais. O mais engraçado é que ninguém sabe de onde surgiu essa brincadeira, e embora muitos americanos afirmem que é um costume alemão, a maioria dos alemães nunca ouviu falar nisso.
Tanto nos Estados Unidos quanto na Europa, o Natal acontece em pleno inverno, o que garante muito frio e neve. Mas há uma parte dos Estados Unidos que tem uma noite feliz tão tropical quanto a nossa, gerando tradições bem diferentes: o Havaí. Lá, a famosa ceia nada mais é que um luau familiar. Além disso, embora muitas pessoas importem seus pinheiros para fazer a árvore, outras são mais criativas e decoram palmeiras com luzinhas e ornamentos.
O fim do ano na Islândia é perfeito para quem é caseiro e adora doces: um dos costumes é presentear as pessoas com livros na noite do dia 24, e depois passar o tempo lendo e comendo chocolates. As livrarias registram seu maior período de vendas entre setembro e dezembro.
E, se os islandeses começam a comprar seus presentes em setembro, isso não é nada comparado aos moradores da Groelândia, que preparam um prato para a ceia que leva sete meses para ficar pronto, o kiviak. Isso acontece porque a receita precisa fermentar e cozinhar naturalmente.

Nas Filipinas, a grande atração de dezembro é o Festival das Lanternas Gigantes, ou Ligligan Parul, que acontece no sábado antecedente ao Natal, na cidade de San Fernando. Turistas do mundo todo vão até lá para ver de perto as lanternas de mais de seis metros, que iluminam a cidade com um caleidoscópio de cores.

Por fim, no Japão, o catolicismo não é muito expressivo, então não há muitas tradições de Natal. No entanto, nos últimos anos, os japoneses criaram um costume para a noite em que Jesus nasceu: comer frango frito! A demanda é tão grande que é preciso encomendar o seu bem antes da data nos estabelecimentos de fast food do país. O que você acharia desta ceia?

Pacotes incríveis